Campanha da Fraternidade 2014: o tráfico de pessoas perto de você.

O tráfico de pessoas é uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas.”   Papa Francisco
A cada ano a Igreja Católica no Brasil faz uma Campanha de Fraternidade. Tem como finalidade despertar a consciência diante de problemas na vida em sociedade e suscitar gesto de solidariedade, de transformação. Neste ano, o problema é o tráfico de pessoas. E então a gente pode até duvidar: será que isto existe no Brasil? O pior é que é verdade. E o problema pode estar bem mais perto do que imaginamos.
O tráfico de seres humanos tem várias modalidades. Consiste em levar pessoas a condições indignas de dependência e até mesmo de morte. O trabalho escravo em cidades ou fazendas, a prostituição forçada, o rapto de crianças e jovens para serem vendidos em exploração sexual ou para terem seus órgãos retirados em transplantes, são modalidades horríveis de tráfico que a gente não pensaria existir no nosso meio. Pois não só existe, como os números são alarmantes.
Dados de 2012 falam em quase 21 milhões de pessoas no mundo, vítimas de trabalho forçado e de exploração sexual. E 26% delas são jovens, adolescentes e crianças.
Na exploração do trabalho, o tráfico usa a necessidade econômica das pessoas, em geral homens, para atraí-las a uma arapuca de total dependência. Entre 2003 e 2012, no Brasil, foram registrados 62.802 casos de trabalho escravo. A exploração sexual forçada, 80% são mulheres, muitas vezes vem pelas necessidades econômicas; outras vezes resulta de violência física para a satisfação do turismo interno ou resulta em exportação para outros países. Mais estarrecedor é o tráfico de pessoas para a extração de seus órgãos. Às vezes inicia com a proposta de venderem algum de seus órgãos, por um preço tentador; outras muitas implicam em rapto e extorsão dos órgãos, muitas vezes até à morte. Até crianças entram nesse quadro. Você talvez já recebeu por internet o pedido de ajuda para encontrar criança desaparecida, que pode ser um desses casos.
Há uma organização por trás do tráfico de pessoas. É um crime organizado muito rendoso. São profissionais que calculam como atrair as vítimas, obrigá-las e impedir que se libertem; arrumam falsos documentos burlando os controles; e fazem as atrocidades livremente.
Esta Campanha provoca nossa consciência a perceber esse problema tão revoltante. O Papa Francisco disse que “o tráfico de pessoas é uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas”. É uma afronta ao Espírito Santo em nós, que nos leva a ver em cada ser humano um filho de Deus e nosso irmão.
Informações: A12
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.