Dia Internacional da Síndrome de Down: Direitos, bem estar e inclusão.

O Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado em todo o mundo em 21 de março, chama a atenção da sociedade para a luta pelos direitos, bem estar e inclusão das pessoas que nasceram com a síndrome.
Reunindo iniciativas que contribuem para a inclusão das pessoas com síndrome de Down e deficiência intelectual em todos os espaços da sociedade, o Movimento Down produz conteúdos diversificados para ajudar famílias, profissionais e o público em geral a combater preconceitos e a buscar condições efetivas de inclusão.
Segundo a Coordenadora geral do Movimento Down, Maria Antônia Goulart, ampliar o acesso à informação é fundamental para que as pessoas conheçam seus direitos e possam exercê-los.
“O acesso aos serviços de saúde para a estimulação das crianças com síndrome de Down desde o nascimento é um grande desafio para garantir o pleno desenvolvimento das crianças nessa condição”, afirmou. 
Maria Antônia citou ainda a educação como um grande desafio nos dias atuais. “Ainda são comuns casos de escolas que rejeitam a matricula de crianças com síndrome de Down ou que condicionam a mesma ao pagamento de taxas extras pela família ou de contratação de um profissional para atender seu filho." 
Para o Movimento Down, o a acesso à informação faz toda a diferença na vida de uma pessoa com síndrome de Down e de sua família desde o seu nascimento. Por meio de informações atualizadas e de qualidade, é possível compreender que, assim como as outras pessoas, quem nasce com síndrome de Down vem ao mundo cheio de potencialidades.
A principal plataforma de ação do Movimento é um portal na internet que traz informações sobre temas como saúde, educação e direitos. O Movimento Down disponibiliza gratuitamente publicações para download sobre os mais variados temas.
Entre os principais projetos do Movimento está o ‘Acolhimento de recém-nascidos’, trata-se de kits com materiais informativos sobre a síndrome de Down para pais de primeira viagem e conteúdos direcionados a profissionais e instituições que fazem o acolhimento a estes pais.
A Coordenadora geral evidencia ainda que a estimulação precoce também é fundamental para a aquisição de habilidades como o desenvolvimento motor e cognitivo de crianças com síndrome de Down. A coleção de guias de estimulação do Movimento Down traz exercícios que podem ser feitos em casa. Com o apoio de especialistas, o Movimento produz instrumentos de apoio para fomentar a educação inclusiva, orientações educacionais e recursos para a valorização do ensino regular.
Outro projeto citado é o "To Brincando Movimento Down e Correios", localizado nas dependências do Instituto de Pediatria (IPPMG – UFRJ), com capacidade para atender 100 crianças. O espaço é um centro de pesquisa e extensão, que a partir de brinquedos e brincadeiras são desenvolvidas metodologias e estratégias de apoio ao desenvolvimento de crianças com síndrome de Down.
Conheça o Movimento Down, acesse www.movimentodown.org.br
Informações: A12
Fonte: Movimento Down
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.