Quaresma, tempo de recolhimento para oração.

Na Quarta-feira de Cinzas, 5, a Igreja Católica iniciou o período da Quaresma, considerado um tempo de conversão. O bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, explica que a  Quaresma é oportunidade para intensificar a oração pessoal, em família e na comunidade.
“É um tempo muito precioso, quando podemos entrar no mistério da dor e o sofrimento de Jesus. Podemos ver a profundidade da nossa participação na vida, na morte e ressurreição do Cristo”, afirma.
De acordo com o bispo, o tempo Quaresmal é um período de recolhimento para a oração. “Assim a comunidade pode participar intensamente da morte e ressurreição de Jesus. E desse recolhimento desabrocha a esperança, vem vida nova e um sentido novo para todo o universo. A vida e a morte de Jesus perpassou toda a obra da criação. Nós nos recolhemos para viver essa grandeza”, acrescenta.
Ir ao encontro 
Relembrando as palavras do papa Francisco, que tem incentivado a Cultura do Encontro, dom Leonardo deseja que as dioceses e paróquias do Brasil estejam atentas aos mais necessitados neste período quaresmal. “Em nossas comunidades existem pastorais que cuidam das pessoas que sofrem e realmente precisam de ajuda, como os doentes, os pobres, as crianças, os idosos. Nós queremos estar presentes onde existe o sofrimento humano, isso é a caridade”, ressalta o secretário geral da CNBB.  
Dom Leonardo recorda também o pensamento de Bento XVI, ao se referir à caridade como o “amor em movimento”.  “É sair de nós mesmos e irmos ao encontro das pessoas que precisam de nós. O mais bonito é que aos sairmos, nós recebemos”, acrescenta.
Dignidade humana
A Campanha da Fraternidade (CF), que este ano aborda o tema “Fraternidade e Tráfico Humano” e o lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1), pode auxiliar no itinerário de libertação pessoal, comunitária e social, proposto para ser feito na Quaresma. “Os exercícios quaresmais do jejum, da oração e da esmola abrem silenciosamente toda a nossa pessoa para o encontro com Aquele que é a plenitude da vida, com Aquele que é a luz e a vida de toda pessoa que vem a este mundo”, disse dom Leonardo.
Realizada durante os quarenta dias da Quaresma, a CF 2014 tem como objetivo identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-lo como violação da dignidade e da liberdade humana. “A verdade liberta, pois traz à luz o sentido da grandeza, da beleza, da dignidade da pessoa humana. Ser filho, filha de Deus é a verdade que liberta, torna livres, deixa viver na liberdade”, fala dom Leonardo.
Ainda conforme o bispo, “a Campanha da Fraternidade, ao trazer à luz um verdadeiro drama humano deseja despertar a sensibilidade de todas as pessoas de boa vontade”.
A abertura da CF 2014 aconteceu na Quarta-feira de Cinzas. No dia 13 de abril, Domingo de Ramos, ocorrerá a Coleta Nacional da Solidariedade.
Informações: CNBB
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
IGREJA NA MIDIA DE COROATÁ. Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS GERAIS DA ICAR

NOTÍCIAS GERAIS DA ICAR

GRUPOS, MOVIMENTOS OU PASTORAL

GRUPOS, MOVIMENTOS OU PASTORAL

NOTÍCIAS DAS COMUNIDADES DE COROATÁ

NOTÍCIAS DAS COMUNIDADES DE COROATÁ