Campanha Missionária 2014 aborda “Missão para libertar”

As Pontifícias Obras Missionárias (POM) lança nesta segunda-feira, 22, a Campanha Missionária, que neste ano traz como tema "Missão para Libertar" e lema "Enviou-me para anunciar a libertação". 
A coletiva contará com a participação do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Sérgio Arthur Baschi; do diretor nacional das POM, padre Camilo Pauletti; e da assessora da Comissão Episcopal para a Amazônia (CNBB), irmã Irene Lopes.
Desde 1926, a Campanha Missionária é realizada em outubro com objetivo de chamar a atenção dos cristãos para o seu compromisso com a missão da Igreja em âmbito mundial. Em 2014, o tema trabalhado pela Campanha, “Missão para libertar”, retoma a Campanha da Fraternidade deste ano, que abordou “Fraternidade e Tráfico Humano”.
Acompanhada do lema “Enviou-me para anunciar a libertação”, a Campanha Missionária 2014 quer chamar a atenção para a escravidão do tráfico humano em suas diversas expressões, como a exploração do trabalho, exploração sexual, extração de órgãos e tráfico de crianças e adolescentes para adoção.
Entre os materiais para a campanha deste ano estão: cartaz com tema e o lema, livro da novena, DVD com testemunhos, mensagem do papa para o Dia Mundial das Missões, oração missionária, oração dos fiéis para os quatro domingos de outubro, marcadores de páginas e envelopes para a coleta do Dia Mundial das Missões. 
No Brasil, as Pontifícias Obras Missionárias (POM) têm a responsabilidade de organizar, todos os anos, a Campanha Missionária, com a colaboração da CNBB por meio da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, a Comissão para a Amazônia e outros organismos que compõem o Conselho Missionário Nacional (Comina).
Site: CNBB
Informações: POM
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
IGREJA NA MIDIA DE COROATÁ. Imagens de tema por Maliketh. Tecnologia do Blogger.

PASSANDO

PASSANDO

POR REFORMULAÇÃO

POR REFORMULAÇÃO

AGUARDEM !!!!

AGUARDEM !!!!