A família no centro da mensagem do Dia Mundial das Comunicações Sociais 2015.

A família é o tema central da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais 2015, divulgada hoje, 23, no Vaticano.

A mensagem do Papa é dedicada ao tema ‘Comunicar a família: ambiente privilegiado do encontro na gratuidade do amor’, temática escolhida no contexto do Sínodo dos Bispos sobre a família. 

"Considerei  oportuno que o tema do próximo Dia Mundial das Comunicações Sociais tivesse como ponto de referência a família. Aliás, a família é o primeiro lugar onde aprendemos a comunicar. Voltar a este momento originário pode-nos ajudar a querer tornar mais autêntica e humana a comunicação, quer a ver a família de um novo ponto de vista", assinalou o Santo Padre.

Francisco sublinha diversos aspectos que envolvem a comunicação e a família. Entre elas a de que na experiência familiar é que os filhos aprendem a oração, "forma fundamental de comunicação".

“Muitas vezes, ao adormecerem os filhos recém-nascidos, a mãe e o pai entregam-nos a Deus, para que vele por eles; e, quando se tornam um pouco maiores, põem-se a recitar juntamente com eles orações simples, recordando carinhosamente outras pessoas: os avós, outros parentes, os doentes e atribulados, todos aqueles que mais precisam da ajuda de Deus”, assinala.

“A maioria de nós aprendeu, em família, a dimensão religiosa da comunicação, que, no cristianismo, é toda impregnada de amor, o amor de Deus que se dá a nós e que nós oferecemos aos outros”, acrescenta Francisco.

A mensagem desafia e incentiva as famílias cristãs a não ficarem fechadas em si próprias, mas a “sair, ir ter com o outro”.

“As famílias que assim procedem podem comunicar a sua mensagem de vida e comunhão, podem dar conforto e esperança às famílias mais feridas, e fazer crescer a própria Igreja, que é uma família de famílias”, completa.

Citando as limitações que enfrentam as famílias, o Papa lembrou que "não existe a família perfeita" e que é preciso enfrentar os desafios de "forma construtiva". Nesse contexto destacou o perdão como "dinâmica de comunicação".

O Papa defendeu ainda uma educação para o pluralismo, no interior de cada família: “Uma criança que aprende, em família, a ouvir os outros, a falar de modo respeitoso, expressando o seu ponto de vista sem negar o dos outros, será um construtor de diálogo e reconciliação na sociedade”.

Influências das novas tecnologias de comunicação

Francisco sustenta que, apesar das novas tecnologias de comunicação poderem “dificultar” a comunicação em família, também é verdade que elas podem favorecer, quando “ajudam a narrar e partilhar, a permanecer em contato com os de longe, a agradecer e pedir perdão, a tornar possível sem cessar o encontro”.

"Descobrindo diariamente este centro vital que é o encontro, este 'início vivo', saberemos orientar o nosso relacionamento com as tecnologias, em vez de nos deixarmos arrastar por elas", frisou.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais será celebrado no dia 17 de maio, domingo que antecede a solenidade de Pentecostes.

A mensagem do Papa foi publicada na véspera da festa litúrgica de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas (24 de janeiro).

Informações: A12
Fonte: Agência Ecclesia.
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.