Santuário de Nossa Senhora de Lourdes: Águas benditas, que curam corpo e alma!

Foi em um dia frio, começo de inverno europeu, que eu vi pela primeira vez as luzes do Santuário de Lourdes, na França. A noite chegava rápido e a escuridão da noite trazia um ar místico para o grande pátio dos romeiros, que rapidamente ocupavam seus lugares para a cantilena sagrada da recitação do santo rosário. As velas, acesas, cintilavam como estrelas luminosas no firmamento do céu, e deixavam no ar um cheiro de divina presença de Deus. O rosário foi rezado em cinco línguas diferentes, mostrando a universalidade daquele Santuário e a devoção mariana, que ultrapassa as fronteiras das raças e nações.

Mas foi no dia seguinte, com a luz do sol colorindo cada detalhe daquele lugar, que a grandiosidade e a sacralidade daquele lugar se revelou em sua plenitude. Romeiros vindos de toda a Europa e além, muitos em cadeiras de rodas e macas, rumavam continuamente para a pequena gruta, aos pés da igreja, onde uma branca imagem de Nossa Senhora sinaliza o local exato onde Bernadette teve sua visão da Virgem. A Gruta de Massabielle, com sua fonte de água, é indubitavelmente, o lugar mais visitado de Lourdes! Fila imensa de devotos de Maria passam silenciosos diante da Virgem, tocam a fria rocha, murmuram orações e acendem suas velas. Alguns, confiantes na força curativa da fé, tomam banho nas frias águas que brotam da rocha, e muitos, que ali entram sem esperança, saem daquelas águas renovados, no corpo e na alma.
Lourdes consegue sintetizar de modo extraordinário o tradicional e o moderno. Além da igreja, construída no alto da rocha, acima da gruta, oferece também ao romeiro a grande igreja que foi escavada na rocha, uma gruta construída pela engenhosidade humana, que abraça quem por ali passa! E o aumento no número de visitantes fez nascer a grande igreja subterrânea, que comporta mais de dez mil pessoas em seu interior.

A singularidade de Lourdes está intimamente ligada à experiência mística da jovem Bernadette Soubirous, cuja história está ligada a uma aparição da Virgem Maria, que a ela revelou o amor de Deus e afirmou o dogma definido em 1854 pelo Papa Pio IX. Revelando-se a simples camponesa Bernadette, analfabeta e possivelmente alheia ao dogma proclamado na cúria romana, a Virgem Maria, expressando em linguagem local, lhe disse: “Eu sou a Imaculada Conceição”. Era dia 11 de fevereiro de 1858. O testemunho da jovem camponesa foi averiguado pelas autoridades eclesiásticas, e diante dos sinais maravilhosos que passaram a acontecer em Lourdes, a Igreja confirmou a veracidade dos fatos e desde então, centenas de milhares de devotos cristãos encontram nessas paragens acalanto e força para seguir a jornada da vida.

Estar em Lourdes é experimentar o amor de Deus pelos homens e mulheres, sobretudo pelos mais frágeis e doentes. É sentir-se abraçado pelo amor de Maria, a mãe de Jesus, que de modo simples acolhe, abraça e intercede pelos seus filhos necessitados de amor e de saúde. De Lourdes eu trouxe um frasco de água, e lá deixei, emocionado, muitas lágrimas, que somadas às lágrimas de milhares de devotos, fortalecerá ainda mais o santo solo da gruta de Massabielle!

Informações: A12 Notícias
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Santuário de Nossa Senhora de Lourdes: Águas benditas, que curam corpo e alma!"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.