10 conselhos do Papa Francisco para os jovens.

1- Nunca termine o dia sem fazer as pazes.
Sabe porquê? Porque a guerra fria no dia seguinte é muito perigosa. “Padre, como proceder para fazer as pazes?”, poderia perguntar um de vocês. Não são precisos discursos, basta um gesto e tudo acaba, a paz está feita. Quando há amor, um gesto ajusta tudo. (Saudação na Janela do Paço Episcopal, 28 de julho).

2- Faça o download de um coração bom.
Não te detenha à superfície das coisas e desconfie das liturgias mundanas do aparecer, da maquiagem da alma para parecer melhor. Em vez disso, faça o download do link mais seguro de todos: um coração que vê e transmite o bem sem se cansar. E aquela alegria que gratuitamente recebestes de Deus, por favor gratuitamente dai-a, porque muitos esperam por ela. E esperam recebê-la de vós. (Homilia no Campus Misericordiae, 31 de julho).

3- Não perca a boa curiosidade.
Esse é o segredo da alegria. Porque a vida não deve ser fechada numa gaveta. Perante Jesus, não se pode ficar sentado à espera de braços cruzados; a Ele que nos dá a vida, não se pode responder com um pensamento ou com uma simples mensagem. Zaqueu era uma figura pública; sabia que, tentando subir à árvore, se faria ridículo aos olhos de todos. Porém superou a vergonha, porque a atração de Jesus era mais forte. (Homilia no Campus Misericordiae, 31 de julho).

4- Defenda sua liberdade.
Quando escolhemos a comodidade, confundindo felicidade com consumo, o preço que pagamos é muito, mas muito caro: perdemos a liberdade. E há tantas pessoas cuja vontade é que os jovens não sejam livres, há tantas pessoas que não vos amam, que vos querem entontecidos, pasmados, adormecidos, mas… livres, nunca! (Vigília no Campus Misericordiae, 30 de julho).

5- A felicidade não está num sofá.
Sim, julgar que, para ser felizes, temos necessidade de um bom sofá. Um sofá que nos ajude a estar cômodos, como os que existem agora, modernos, incluindo massagens para dormir, que nos garanta horas de tranquilidade para mergulharmos no mundo dos jogos e passar horas diante do computador. Provavelmente, o "sofá-felicidade" é a paralisia silenciosa que mais nos pode arruinar, que mais pode arruinar a juventude. (Vigília no Campus Misericordiae, 30 de julho).
6- Sem a misericórdia não se pode fazer nada.
Repassando a Via-Sacra de Jesus, descobrimos de novo a importância de nos configurarmos a Ele, através das 14 obras de misericórdia. Estas nos ajudam a abrir-nos à misericórdia de Deus, a pedir a graça de compreender que a pessoa, sem misericórdia, não se pode fazer nada. (Via-Sacra na Esplanada de Błonia, 29 de julho).




7- O Caminho da cruz é o caminho da felicidade.
Hoje a humanidade precisa de homens e mulheres, particularmente jovens como vós, que não queiram viver a sua existência pela metade Ele quer fazer de vós uma resposta concreta às necessidades e sofrimentos da humanidade; O Caminho da cruz é o caminho da vida e do estilo de Deus. (Via-Sacra na Esplanada de Błonia, 29 de julho).




8- Com licença, obrigado e desculpa.
Quando encontro um jovem, uma menina, que se casou, digo: “Estes são daqueles que têm coragem”! Pois não é fácil formar uma família, não é fácil comprometer-se na vida para sempre, é preciso ter coragem. Perguntam-me como fazer para que a família continue sempre para diante e ultrapasse as dificuldades. Sugiro-lhes que usem sempre essas três palavras. (Saudação na Janela do Paço Episcopal, 28 de julho)

9- Deus não se importa com o celular que você tem.
Deus nos ama assim como somos, e nenhum pecado, defeito ou erro Lhe fará mudar de ideia. Para Jesus, ninguém é inferior e distante, ninguém é insignificante, mas todos somos prediletos e importantes: tu és importante! E Deus conta contigo por aquilo que és, não pelo que tens: a seus olhos, não vale nada a roupa que vestes ou o celular que usas; não Lhe importa se andas na moda ou não, importas-Lhe tu, assim como és. A seus olhos, tu vales; e o teu valor é inestimável. (Homilia no Campus Misericordiae, 31 de julho).

10- Tenha coragem!
Se, para o futuro, sou esperança e, do passado, tenho memória, resta-me o presente. Que devo fazer no presente? Ter coragem. Ter coragem! Ser corajoso, ser corajoso, não me assustar. (Encontro com os voluntários da JMJ, 31 de julho).

Informações: Jovens de Maria
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
IGREJA NA MIDIA DE COROATÁ. Imagens de tema por Maliketh. Tecnologia do Blogger.

PASSANDO

PASSANDO

POR REFORMULAÇÃO

POR REFORMULAÇÃO

AGUARDEM !!!!

AGUARDEM !!!!