Vilma Acácia escreve ao Portal Igreja na Mídia, sobre o SÁBADO DE ALELUIA.



Com alegria colaboro neste portal de comunicação religiosa, cujo foco destina-se a uma catequese permanente.

Eu escolhi escrever sobre o Sábado de Aleluia.

Esses dias de Quaresma que nos levam aos exercícios espirituais, às liturgias penitenciais, às privações voluntárias como o jejum e a esmola, à partilha fraterna – obras de caridade e missionárias – não podem acabar com um descuido, logo no Sábado Santo. Neste dia, Jesus permanece no sepulcro! (Mateus 27:59-60, Marcos 15:46, Lucas 23:53-54, João 19:39- 42). É o primeiro dia depois da crucificação e morte de Jesus Cristo.

Certa vez, um queridíssimo padre assim falou: “ No Sábado de Aleluia, não é momento de comemorações da forma que comumente vemos por aí a fora, é como se estivéssemos com um forte sentimento de pesar por uma pessoa muito amada e querida”. E de fato assim nos comportamos com quem amamos e que morreu.

Neste dia de Sábado de Aleluia, é celebrado a Vigília Pascal, momento de orações para a preparação da Ressurreição de Jesus.

A Vigília Pascal é dividida do seguinte modo:
1º - A celebração da luz;
2º - A meditação sobre as maravilhas que Deus realizou desde o início pelo seu povo, que confiou em sua palavra e sua promessa;
3º - O nascimento espiritual de novos filhos de Deus através do sacramento do batismo;

4º - E por fim a tão esperada comunhão pascal, na qual rendemos ação de graças à Nosso Senhor por sua gloriosa ressurreição, na esperança de que possamos também nós ressurgir como Ele para a vida eterna.


Desta forma nos preparamos para a Ressurreição de Cristo, o acontecimento central da nossa fé onde a vida nova se inicia.

E assim poderemos cantar, Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou, Aleluia.

Texto: Vilma Acácia
Colunista da Portal Igreja na Mídia
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.