Aniversário da CNBB: gratidão, esperança e responsabilidade

O arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Sergio da Rocha, deixou uma mensagem por ocasião do aniversário da entidade, celebrado neste domingo, 14 de outubro: “A celebração do aniversário da CNBB é sempre uma ocasião especial para reconhecer com ação de graças, com gratidão o grande dom de Deus que é a conferência episcopal”.
Cardeal Sergio recordou a missão da CNBB ao longo da história e a contribuição que a conferência tem dado à Igreja, no sentido mais interno da instituição eclesial, e para país, “para a construção de uma sociedade que seja justa, fraterna, iluminada, alicerçada pelos valores do Reino de Deus, pelos valores do Evangelho, pela Doutrina Social da Igreja”.

Os sentimentos manifestados são gratidão, esperança e responsabilidade: a gratidão a Deus e a “tanta gente que tem construído a história da CNBB com dedicação”. A esperança “de cada vez mais a CNBB oferecer a sua contribuição para a ação evangelizadora da Igreja no Brasil, animando a evangelização, mas também contribuindo na sua missão profética para a construção da sociedade justa e fraterna que todos nós tanto desejamos”.

A responsabilidade encontra-se no reconhecimento do dom de Deus que é a CNBB para a Igreja. Este é um momento, de acordo com o cardeal, que não se reduz aos sentimentos de ação de graças e de esperança, embora sejam atitudes fundamentais na celebração do aniversário. Para o presidente da CNBB é preciso assumir e valorizar Conferência Nacional dos Bispos do Brasil no hoje.

“É muito importante valorizar os pronunciamentos da nossa conferência episcopal, iniciativas no campo da evangelização, valorizar, divulgar, porque nós vivemos um momento que nem sempre se divulgam coisas boas, então é muito importante reconhecer o bem que a CNBB tem feito, o bem que ela continua a fazer, e assim reconhecer o que Deus tem realizado na Igreja, mas também expressar gratidão a tantas pessoas que dão a sua contribuição para que a CNBB possa cumprir bem a sua missão profética”, afirmou o cardeal Sergio da Rocha.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) foi instalada às 9h30 do dia 14 de outubro de 1952, no Palácio São Joaquim, sede da arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ), numa reunião que contou com a presença do então núncio apostólico no Brasil, dom Carlo Chiarlo (1946- 1954), de dois cardeais (dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota, cardeal arcebispo de São Paulo (SP), e dom Jaime de Barros Câmara, cardeal arcebispo do Rio de Janeiro) e de mais dezoito arcebispos brasileiros. O bispo auxiliar do Rio de Janeiro, dom Hélder Pessoa Câmara, foi o primeiro secretário-geral e um dos principais idealizadores e articuladores da conferência episcopal do Brasil.

A CNBB é a instituição permanente que congrega os Bispos da Igreja católica no País, na qual, a exemplo dos Apóstolos, conjuntamente e nos limites do direito, eles exercem algumas funções pastorais em favor de seus fiéis e procuram dinamizar a própria missão evangelizadora, para melhor promover a vida eclesial, responder mais eficazmente aos desafios contemporâneos, por formas de apostolado adequadas às circunstâncias, e realizar evangelicamente seu serviço de amor, na edificação de uma sociedade justa, fraterna e solidária, a caminho do Reino definitivo.

Informações: CNBB
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.