Homilia do 4º Domingo da Quaresma com o Pe. Edinilson Santos, SAC (Missionário Palotino).

Caríssimos irmãos e irmãs desejo a você que a graça e a alegria a paz da parte de Deus nosso pai esteja convosco e com todos que ele tem perto, iniciamos hoje o 4º Domino do Tempo Quaresmal e aos poucos vamos nos aproximando da Páscoa do Senhor onde seremos testemunhas ocular que Deus recria ao mundo em Cristo.
Esse domingo é conhecido como Domingo Letare ou se preferir Domingo da Alegria, nesse dia a Igreja coloca o rosa uma cor mais clara e nos pede para nos alegrarmos por estarmos mais perto do grande momento de nossas vidas e da vida do nosso Senhor Jesus que é a Santa Páscoa.

A 1º leitura deste 4º Domingo da Quaresma nos traz a conclusão da peregrinação do povo de Israel pelo deserto, após momentos de alegrias e tristezas erros e acertos e anos de purificação, eles agora conduzidos por Josué são colocados na terra prometida, são partilhados com as famílias um pedaço de chão e agora não precisam mais de maná ou dos demais alimentos podem eles por conta própria e por graça de Deus experimentar a liberdade e a capacidade de produção para o seu próprio sustento.

Que alegria, ver que Deus é fiel e que promete ou melhor e que na sua fidelidade cumpre a sua promessa feita a Abraão abençoa e dar segurança liberta e da oportunidade fortalece e da condição, a alegria é tão grande que o povo resolve celebrar com o Senhor a Páscoa fazendo memória da fuga do Egito mas também celebrando a passagem dos tempos difíceis para os tempos de glória. Alegremo-nos no Senhor e festejemos com ele também as maravilhas que já operastes em nossas vidas, as bênçãos já recebidas e as conquistas já abraçadas, nos esforcemos para administrar tudo isso com justiça, caridade e fé.

Tentemos pelo menos desviar das pedras que já conhecemos e na oportunidade tiremos do caminho para que outros encontrem também a liberdade e a oportunidade de ser eles, ele mesmo sem fingimentos, para coroar a misericórdia de Deus o evangelho apresentado neste dia é a conhecida parábola do filho pródigo aquele que pegou sua herança antes da morte do pai saiu pelo mundo fez besteiras e quis voltar, aquela parábola onde tem um pai que é bom, que é misericordioso, que da passos e toma iniciativas de ir ao encontro do filho atrapalhado que interrompe as suas desculpas com beijos, abraços, lágrimas e sorrisos de alegria e que manda fazer um festão porque encontrou o danado do perdido e com vida. O amor perdoa sem precisar dar desculpas, neste mesmo evangelho também tem aquele irmão velho que não sabe brincar que não sabe se alegra com as alegria do outro do próprio irmão, que apenas mora na casa do pai mas não se ver como filho carregado de invejas, ciúmes, mau gostos e que tenta atrapalhar a alegria alheia tem muita gente no mundo por ai, tem gente perto de você desse jeito mas cuidado porque muitas vezes nós somos também o filho mais velho.

O bonito aqui é ver o retorno do filho pois quem reconhece seus erros e digno de misericórdia o filho mais novo reconheceu podemos achar que ele voltou por necessidade eu prefiro acreditar que Deus tem seu modos de atrair que ele voltou porque o amor sente saudades, chora e não resiste distância pede logo pra voltar. Que lindo ver o pai que é bondoso, misericordioso sem deixar de ser justo, o povo de Israel não chegou sozinho a terra prometida não se salvaram sozinhos mas sempre foram conduzidos por Deus e seu imenso Amor, assim também o filho danado de hoje esse filho mais novo e pródigo pôde experimentar esse amor no abraço do pai, na alegria do pai, no anel devolvido, nas sandálias calçadas e na túnica alvejada ele voltou porque conhecia o pai e sabia que no pai tudo é amor, tudo é oportunidade, tudo é perdão, tudo é recomeço ele agora está se sentindo seguro e sem dúvidas aprendeu com o pecado o que é ser Santo e com o pai como ser Santo pelo Amor a Deus  pelo amor próprio e pelo Amor ao outro.

A 2ª leitura vem fechar essa reflexão nos pedindo apenas uma coisa que nos reconciliemos com Deus em Cristo por isso vamos fazer o caminho de volta procuremos a oração reflitamos sobre nossas vidas, atitudes, pensamentos, obras façamos um bom exame de consciência e procuremos o tribunal penitência a confissão junto ao sacerdote vamos nos lavar para a festa que nos aguarda vamos lá receber um abraço de misericórdia, deixemo-nos ser tocados por Cristo pois somos embaixadores de Cristo somos embaixadores do amor, então procedamos como tal pois se torna estranho apontar o Céu sem querer sair do inferno falar do amor sem da os primeiro passos dizer de felicidade se não nos deixamos conduzir por Deus para sair das nossas frustrações, vamos sem medo pois Deus já nos avistou esta vindo ao nosso encontro não cruzemos nossos braços, não bloqueemos o fruto da promessa pois hoje mais que ontem precisamos estar em cristo. 

Pe Edinilson Santos, SAC
(Missionário Palotino)
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Homilia do 4º Domingo da Quaresma com o Pe. Edinilson Santos, SAC (Missionário Palotino)."

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.