Homilia do 5º Domingo da Quaresma com o Pe. Edinilson Santos, SAC (Missionário Palotino).

Caríssimos irmãos e irmãs a graça a paz e a alegria da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo estejam convosco, continuamos aqui nossa caminhada de fé em nosso retiro quaresmal rumo ao grande dia chamado Páscoa do Senhor onde seremos testemunhas ocular que Deus recria o mundo em Cristo, após ter contemplado Deus como o Pai misericordioso que não nos ama porque merecemos mas porque necessitamos, e que não fica focado em nossos erros mas nos convida a conversão, nos perdoa e nos torna dignos dele, que nós iniciaremos esse 5º Domingo da Quaresma o penúltimo de nossa caminhada de nosso retiro rumo a Páscoa, que mais uma vez nos mostra a Deus que acolhe, perdoa, da oportunidade e faz um convite, vá e não peque mais.
A 1ª leitura de hoje nos mostram o povo estabelecido com terra, trabalho e oportunidade mas também com a fadiga do dia, com sofrimentos diários normais aos humanos, pessoas que conheciam a história da libertação que sabiam que Deus nos tirou do Egito, que destruiu soldados de faraó, que abriu o mar vermelho que os guiou pelo deserto e deu a eles a terra em que agora trabalham, habitam e produz. Contudo de tempo em tempo aquele povo como nós nos dias de hoje passavam também por crises, por desânimos, dificuldades, erros, se desesperavam e perguntavam onde estava Deus? Cobravam de Deus que fizesse as grandezas que ele fez aos nossos antepassados, focavam em suas misérias, as misérias da vida e ficar pedindo por milagre que muitas vezes Deus já tinha dado.

Deus olha, escuta e trata essa nova geração com misericórdia e tenta dizer a eles e também a nós que a crise é necessária para o nosso crescimento, que o sofrimento é instrumento para o nosso fortalecimento e que os dias difíceis passam, pois ele continua conosco e fomos feitos para viver a sua glória, temos que aprender a não ficar olhando para trás com olhar de lamentação mas olhar para frente com olhar da esperança, isso mesmo com o olhar da esperança pois Deus que fez maravilhas e prodígios aos nossos antepassados continua operando maravilhas e prodígios a esta nova geração e desta vez ele fará muito mais pois fará brotar água no deserto e o verde no terreno árido ele fará brotar vida, brotar alegria e brotar esperança, ele queria dizer aquele povo, ânimo pois em vez de Moisés terás Jesus, em vez de terra terás um Reino, em vez de abrir mar vos abrirei a Porta da Misericórdia que é o Coração de Cristo, vamos olhar para frente povo santo, povo bom, como alguém que já recebeu e que acredita que coisas boas de Deus ainda tem muito mais.

O Evangelho nos apresenta uma mulher em apuro, casada, provavelmente mal resolvida, frutada e cansada pela falta de diálogo, de abraço, de carinho, olhando seu lar como fardo pesado, seu esposo como encosto, uma mulher tão infeliz ao ponto de buscar se realizar no pecado, jogando fora sua reputação, sua dignidade tudo isso por que talvez queria apenas, isso mesmo apenas ser feliz, não quero aqui justificar o pecado dessa mulher, quero aqui ao contrário abrir os nossos olhos para os nossos pecados, quero aqui dizer que as crises não resolvidadas se tornam problemas muitas vezes sem volta, na crise espere, na duvida pergunte e na fraqueza recorra a oração, pois problemas todo mundo tem com tudo poucos procuram resolver com sabedoria e humanidade, cuidemos por que talvez nós sejamos alguém que não está na crise, mais que tem sido motivo de crises para muitos e Deus nos pede apenas uma coisa  convertei-vos é isso que o Senhor nos pede conversão.

Essa mulher foi pega, julgada e condenada pois existia uma lei atribuída a Moisés que mulheres assim deveriam ser morrer de forma pública e apedrejada para servir como exemplo. Aproveitaram a oportunidade para tentar Jesus apresentando a ele a mulher, a situação e a pena. Jesus silenciou se abaixou olhou no olho da mulher escreve o que não se ler e provoca aqueles que queriam apedreja-la em sua consciência "quem não tiver pecado que atire a primeira pedra", confere com a mulher alguém lhe condenou? Tendo a resposta dela que não, ele dar o veredito, nem eu lhe condeno e lhe dar uma ordem "Vá e não peque mais".

Jesus nos Lembra mais uma vez que não somos melhor do que ninguém, que não devemos julgar, condenar, atrapalhar não acreditar nos outros, ele nos mostra que é preciso ouvir, entender, acolher e aplicar a lei do amor que a lei que liberta. Jesus imita o Pai como lá no Êxodo, Deus que vê o sofrimento, escuta o lamento e desce para salvar o seu povo, Jesus vê o sofrimento daquela mulher escuta o seu clamor e desce no mais baixo de sua existência para lhe dar a sua salvação, para lhe dar a oportunidade do recomeço e dizer a ela que não adianta viver de impulso é preciso parar, pensar, rezar para decidir e tomar a decisão de não mais pecar, é preciso vencer o desanimo, é preciso viver a castidade, é preciso usar a misericórdia, é preciso acreditar pois onde não a esperança Deus é recomeço, onde tudo parece morte Deus é a vida, onde tudo parece fim em Deus tudo é continuidade.

Com tudo é preciso acreditar e decidir pelo o amor, é preciso acreditar e decidir pelo Cristo, quando estamos em Cristo só ele nos basta tudo virá porcaria, pois ele é nosso supremo bem, o nosso lucro mais valioso em Cristo nossa lei não importa pois devemos ser intensos no amor a única e verdadeira lei que liberta e da a vida a humanidade. Em Cristo e pela fé somos capazes de suportar tudo e todas as dificuldades, as enfermidades, os sofrimentos, os dias de trevas, as pessoas difíceis, as forças contrárias, o mal programado, às dores passageiras, os desertos de nossas existências.

Israel venceu por que estava com Deus, a mulher adúltera reencontrou-se com a vida por que estava no Cristo, nos venceremos também assim pois hoje mais que ontem precisamos estar em Cristo, Deus te abençoe.

Pe Edinilson Santos, SAC
(Missionário Palotino)
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Homilia do 5º Domingo da Quaresma com o Pe. Edinilson Santos, SAC (Missionário Palotino)."

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.