“Canto sobre o Deus oculto” : o poema de São João Paulo II que é puro amor.

Entre muitos e tantos dons e talentos, São João Paulo II escrevia poemas. Era uma de suas formas de rezar. No dia em que celebramos 100 anos de seu nascimento, trouxemos alguns trechos do poema "Canto sobre o Deus oculto", que são puro amor!

Nos fragmentos, podemos perceber o quanto João Paulo II confiava na Divina Misericórdia e amava a criação de Deus, em toda a sua beleza e esplendor!

Um carinho na alma e a certeza de que temos um grande intercessor no céu para os nossos momentos de dúvida e medo!
"Leva-me, Mestre, a Éfrem e permite-me lá ficar contigo,
onde os silêncios da costa distante caem nas asas dos pássaros,
como o verde, como a onda exuberante, intocada pelo remo,
como o amplo círculo na água, que a sombra do medo não espanta.

Porque desejo abrir espaço
para as Tuas mãos estendidas,
porque quero aproximar a eternidade
para que receba o Teu sopro.

O Senhor, ao brotar no coração,
é como uma flor, sedenta do calor do sol.
Venha, pois, oh Luz da profundeza do dia incompreensível,
apoie-se na minha margem.
Arda, não demasiadamente próximo do céu
e tampouco longe demais.

O Amor tudo esclareceu,
o Amor tudo solucionou.
Por isso glorifico o Amor,onde estiver.

Guarda, coração, esse olhar,
no qual a eternidade te espera".


Informações: Jovens de Maria
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "“Canto sobre o Deus oculto” : o poema de São João Paulo II que é puro amor."

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
PORTAL IGREJA NA MÍDIA - COMUNICAÇÃO À SERVIÇO DA IGREJA.. Tecnologia do Blogger.